• Telefone: +55 16 3934-1055 / +55 16 3615 0055
  • E-mail: ferraz@ferrazmaquinas.com.br
27/05/2019
Imagem retirada de https://odia.ig.com.br/colunas/e-o-bicho/2019/05/5646236-pets-precisam-de-cuidados-especiais-nas-temperaturas-mais-baixas.html Imagem retirada de https://odia.ig.com.br/colunas/e-o-bicho/2019/05/5646236-pets-precisam-de-cuidados-especiais-nas-temperaturas-mais-baixas.html

O inverno ainda não chegou, mas a temperatura já caiu bastante. E, assim como nós, os pets sentem essa mudança no tempo. Não pensem que, por terem pelos, eles estão protegidos os os protegem. Uma caminha, casinha e cobertorzinho é sempre bem vindo. Se eles já adoram um aconchego imaginem no frio! Mas, como saber se seu cão ou gato está com frio? Quem dá as dicas é a veterinária Juliana Velloso.

Ficar atento ao comportamento do seu peludo é a principal recomendação de Juliana. Se seu cão está tremendo ou seu gato se entocou em algum lugar que não seja o hábito dele porque eles podem estar com frio. Segundo Juliana, esses são alguns dos sintomas que os pets apresentam quando estão com frio. Ela explica que os tremores são comuns nos cachorros, principalmente nos de pelo curto. Deitar no cobertor ou na cama deles ou dos tutores também são alguns sinais de frio.

Cães adoram uma cobertinha para se aquecer
Já os felinos, não tremem, o que dificulta um pouco a percepção do tutor. Além de se esconder, eles também gostam do quentinho da cama deu seus tutores, deu seus cobertorezinhos. Então, se ele estiver em algum desses lugares, já sabe: ele está tentando de aquecer. Mas, roupinha em felino, nem pensar. Eles não gostam. É o alerta que Juliana dá.

Já os cães, têm uns que gostam e outros, não. Também vai da percepção do tutor. E a veterinária avisa: se o pet não gostar de roupa não coloque. Não é porque você acha que ele está com frio que deve encasacá-lo. Nesse caso, uma cobertinha já resolve.

E, como nosso frio não é congelante igual ao europeu, é preciso ter cuidado na hora de aquecer seus pets. Não os encha de roupas, cobertores e edredons. Um mantinha ou um aconchego na cama já resolve, de acordo com Juliana.

E, para quem tem pet que fica do lado de fora da casa, não esqueça da casinha com cobertor.

fonte: Jornal O Dia

Whatsapp