• Telefone: +55 16 3934-1055 / +55 16 3615 0055
  • E-mail: ferraz@ferrazmaquinas.com.br
27/06/2017

Os bovinos com uma dieta adequada têm mais saúde e maior potencial para produzir leite e carne de qualidade. Segundo especialistas, um detalhe na nutrição do gado que deve chamar mais a atenção é a adição de vitaminas. Elas favorecem características desejadas na carne bovina, como sabor, durabilidade e maciez.

O professor Saulo da Luz e Silva, da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo (FZEA/USP), explica que a carne é um produto que tem um alto potencial oxidativo por causa da gordura e de uma série de substâncias que facilitam o processo de oxidação.


Isso reduz, principalmente, a qualidade e o tempo de prateleira da proteína animal. Contudo, as vitaminas têm o poder de combater esse problema. “Todas as vitaminas têm um papel muito importante no metabolismo e no funcionamento do organismo para que o animal seja eficiente e produza uma carne de qualidade”, explica Silva. Saiba quais são as vitaminas mais importantes para a alimentação bovina e seus benefícios.

1 – Vitamina A: vida útil e gordura intramuscular

Essa vitamina tem um importante papel no desenvolvimento do animal e na resposta imune. Segundo Saulo da Luz e Silva, professor da FZEA/USP, ela também funciona como antioxidante, assim como as vitaminas C e E. A vitamina A atua na modulação dos adipócitos (células de gordura) e evita a redução da gordura intramuscular, que também é conhecida como marmoreio. Essa característica é muito analisada para a avaliação da qualidade e do sabor do corte.

Além disso, a vitamina A também pode diminuir o processo de oxidação pós-abate e aumentar o tempo de prateleira da carne. Em um experimento, a suplementação com vitamina A aumentou de 1,5 a 2 dias a vida útil de prateleira do produto, segundo Silva. “Se a gente pensar que uma carne hoje tem uma vida útil de 3 ou 4 dias, você conseguir aumentar em um dia e meio é aumentar 25% a vida útil”, afirma o professor.

2 – Vitamina D: maciez da carne

A vitamina D colabora para o metabolismo do cálcio, mineral que age na ativação de enzimas que são importantes para a maturação e amaciamento da carne. Segundo o professor da FZEA/USP, um estudo demonstrou que os bovinos bem nutridos com vitamina D3 produziram carnes mais macias.

3 – Vitamina E: mais cor e sabor

Na comparação com as outros nutrientes, a vitamina E é a que tem um efeito mais evidente na qualidade da carne. Ela beneficia aspectos visuais, como a cor, além de dar melhor sabor ao alimento e maior tempo de prateleira. “A utilização da vitamina E reage com radicais livres e desencaminha esse processo de oxidação, fazendo com que a gente consiga conservar mais as características da carne”, afirma Silva.

Fonte: hsfagro