• Telefone: +55 16 3934-1055 / +55 16 3615 0055
  • E-mail: ferraz@ferrazmaquinas.com.br
13/03/2019
Imagem retirada de https://www.huffpostbrasil.com/entry/escovar-dente-cachorro_br_5c800cb2e4b020b54d818357 Imagem retirada de https://www.huffpostbrasil.com/entry/escovar-dente-cachorro_br_5c800cb2e4b020b54d818357

Escovar os dentes diariamente é uma necessidade básica de higiene e saúde que aprendemos desde pequenos com os nossos pais. Dessa forma evitamos o aparecimento de cáries, tártaro e gengivite, que provocam, entre outras coisas, o sempre desagradável mau hálito. Quem é papai ou mamãe de cachorros, no entanto, às vezes se esquece que os filhinhos” de 4 patas também precisam receber a mesma atenção em relação à saúde bucal para crescerem felizes e saudáveis.

Segundo a Associação Brasileira de Odontologia Veterinária (ABOV), não é normal, como muita gente pensa, a perda de dentes entre cães e gatos com o avanço da idade. Segundo a entidade, infecções na gengiva são bastante comuns e atingem 8 em cada 10 animaizinhos, sendo que 80% deles precisam de tratamentos dentários após os 4 anos de idade.

Para evitar o aparecimento de cáries, gengivite ou tártaro, que podem inclusive causar doenças no coração dos pets, há algumas dicas importantes e fáceis de seguir, principalmente se iniciadas quando o cachorro ou o gato ainda forem filhotes.

    1. Acostume seu cachorro desde pequeno a deixar você mexer na boca dele e observar sua dentição. Esse simples ato tornará a escovação e o manuseio muito mais confortável para o pet;

    2. O segundo passo é justamente a escovação. Negligenciado por boa parte dos donos, o ato é fundamental para manter a saúde bucal dos animaizinhos de estimação em dia. Os dentes dos cães devem ser escovados ao menos uma vez por dia, mas com escovas e pastas específicas para eles. Nada de usar pastas de dentes comuns, pois elas contém flúor e outros ingredientes que podem fazer mal ao animal. Há nos pet shops pastas de dente com sabores de carne, frango e peixe, que facilitam a adaptação dos cachorros às escovações;

    3. A alimentação também tem importância fundamental na saúde bucal dos animais. Para evitar o aparecimento de cáries e tártaro, o ideal é manter os pets à base de rações secas e sólidas. Elas ajudarão no fortalecimento da arcada dentária e evitarão o acúmulo de restos de alimentos entre os dentes;

    4. A escolha dos brinquedos é outro fator que merece atenção. Os mordedores ou ossinhos devem ser, de preferência, de borracha natural ou náilon. Quando fabricados nesses materiais, exercem a função de limpadores naturais e também auxiliam no fortalecimento da arcada dentária do cãozinho.

Deixamos para o final a dica mais básica e, claro, mais importante: não se esqueça de levar seu cãozinho regularmente ao veterinário e, durante a consulta, peça ao médico que examine cuidadosamente a boca do animal. É ele quem vai detectar possíveis problemas e adotar os procedimentos necessários para manter o pet com a saúde bucal impecável.

fonte: Huff Post Brasil