• Telefone: +55 16 3934-1055 / +55 16 3615 0055
  • E-mail: ferraz@ferrazmaquinas.com.br
17/06/2019
Imagem retirada de https://saude.abril.com.br/vida-animal/racao-e-a-melhor-pedida-para-a-saude-bucal-de-caes-e-gatos/ Imagem retirada de https://saude.abril.com.br/vida-animal/racao-e-a-melhor-pedida-para-a-saude-bucal-de-caes-e-gatos/

Uma revisão de estudos conduzida pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (USP) constatou que escolher a ração como alimento de cães e gatos pode ser uma forma de controlar doenças periodontais, que afetam cerca de 60% dos animais domésticos

Um dos trabalhos analisados revela que a comida própria para pets reduz em 55% o acúmulo de tártaro nos dentes.

O veterinário Marcio Antonio Brunetto, um dos responsáveis pelo trabalho, conta que os fosfatos presentes nesses produtos levam a uma reação química com o cálcio da saliva, o que minimiza a formação de placa bacteriana. “Por ser duro, o grão também causa atrito nos dentes. Isso ajuda a desorganizar a placa”, completa.

Já a comida natural, preparada em casa ou por empresas especializadas, teria o efeito oposto. “O alimento mole favorece problemas devido à maior presença de água e à ausência dos aditivos da ração”, explica o pesquisador da USP.

Claro que a escolha pela dieta ideal do seu animal vai além dos dentes. Mas esse é um fator importante que precisa ser considerado em uma conversa com o veterinário.

O que mais fazer pelos dentes de cães e gatos

Tem de escovar: “Esse é o método mais efetivo de combater doenças bucais”, aponta Brunetto. Escove três vezes por semana com produtos próprios para pets.

O petisco ideal: Há guloseimas formuladas especificamente para melhorar a saúde da boca. Elas agem da mesma forma que a ração.

Pode morder: Dar brinquedos para o bicho mastigar fortalece os dentes — e evita a procura por outros objetos, como portas e sapatos.

Chega de bafo: Enxaguantes próprios podem ser uma opção para afastar o mau odor. Não se preocupe: nem é preciso cuspir.

Dia do dentista: “O certo é levar o pet periodicamente para uma avaliação com o especialista”, aconselha Brunetto. A recomendação é uma visita anual.

Pílulas do bem: Cápsulas de chá-verde e ômega-3 podem ser indicadas por suas propriedades anti-inflamatórias no combate à doença periodontal.

fonte: Superinteressante

Whatsapp