• Telefone: +55 16 3934-1055 / +55 16 3615 0055
  • E-mail: ferraz@ferrazmaquinas.com.br
16/11/2021
Por twenty20photos Por twenty20photos

Saber como emagrecer o cachorro com saúde é uma das coisas mais importantes que todos os tutores precisam levar em consideração. Afinal, um cão obeso pode desenvolver uma série de problemas de saúde, pois a obesidade é um gatilho para várias doenças graves e que podem ser evitadas.

E uma das formas de evitar, é justamente cuidando para que seu cão não engorde. Como fazer isso? Bom, com uma dieta balanceada e um controle de exercícios, o cão já pode ter uma vida mais saudável do ponto de vista de peso. E se ele já está gordinho, o que fazer?

É o que vamos entender neste artigo. Portanto, continue lendo e saiba tudo sobre o assunto.

Como emagrecer o cachorro com saúde

Para emagrecer o cachorro com saúde, antes de mais nada, você precisa entender que este é um processo de longo prazo e que métodos radicais não trazem benefícios para o animal.

Ele até pode emagrecer, mas isso não vai acontecer com saúde. E claro, nós queremos que seu cão tenha saúde por muito tempo e viva muitos anos ao seu lado como seu melhor amigo.

Confira algumas dicas de como emagrecer o cachorro com saúde:

  • Entenda que o seu cachorro está, de fato, acima do peso;
  • Qual é o peso ideal para o seu cachorro?;
  • Só tirar a ração não vai ajudar o cachorro emagrecer;
  • Ração light pode ser uma boa opção;
  • Fracione a alimentação do cão em várias porções ao dia;
  • Faça o cachorro beber bastante água durante o dia;
  • Corte os petiscos e comidinhas para emagrecer cachorro com saúde;
  • Pratique muito exercício para emagrecer cachorro com saúde;
  • Controle o peso semanalmente para verificar os resultados;
  • Faça tudo isso com ajuda de um veterinário especializado;

Para se aprofundar mais no assunto, continue lendo. Vamos entender melhor cada item da lista a partir de agora, com dicas e ideias de como executar.

Vamos lá?

Entenda que o seu cachorro está, de fato, acima do peso
Antes de começar qualquer processo de emagrecimento ou mudar algum estilo de vida, é preciso reconhecer que o seu cão está, de fato, acima do peso.

Ou seja, é preciso que haja esse entendimento, de forma que você possa dar os passos certos e focados rumo a recuperação física do seu dog.

Isso parece óbvio. Mas acredite, não é tão simples de reconhecer que o pet está, de fato, acima do peso e precisa de ajuda. Afinal, muitos tutores acham a estética fofinha e o cão gordinho acaba sendo um “colírio aos olhos”.

Fofinho, até é. Só que o preço a se pagar para deixar o cão chegar nesse nível, é muito grande.

Ele pode desenvolver várias doenças, ter uma qualidade de vida muito ruim e, infelizmente, falecer ainda muito jovem.

Qual é o peso ideal para o seu cachorro?
O segundo passo para começar o processo de emagrecimento do seu cachorro, depois que você reconheceu que o dog está, de fato, acima do peso, é o entendimento o peso ideal. Mas afinal, qual é o peso ideal para que seu cachorro se mantenha saudável sempre?

Isso, claro, vai depender muito de raça para raça. Não existe um número mágico para todos os cachorros, visto que eles têm tamanhos e necessidades diferentes. E por isso, o peso ideal deve ser estipulado pelo veterinário para aquele cão em si.

No entanto, é possível encontrar um “peso ideal”, também, de forma visual. Para isso, você deve observar duas coisas: a cintura e as costelas do seu cão. O peso ideal é quando as costelas não estão aparecendo mas, mesmo assim, o cão tem uma cinturinha definida. Isso significa que o cão não está nem muito magro, nem muito gordo.

Só tirar a ração não vai ajudar o cachorro emagrecer
Alguns tutores que buscam emagrecer o cachorro, simplesmente condicionam o ato de comer ao fato de o cão estar gordo. Mas não é bem por aí. Só a comida, não vai engordar o seu cão.

Portanto, simplesmente tirar a ração e dar menos comida ao animal, pode ser um erro muito grave e que pode desencadear disfunções nutricionais.

Se o cão não estiver bem nutrido, mesmo obeso, ele poderá desenvolver vários problemas de saúde. Portanto, a palavra-chave aqui, é: equilíbrio. Comer é fundamental para emagrecer o cachorro com saúde – por mais contraditório que isso seja.

Portanto, evite simplesmente tirar a ração do seu cachorro e forçar o emagrecimento. Não queira criar uma dieta restritiva da “sua cabeça” e do nada. O cão precisa de equilíbrio e de uma alimentação saudável, que possa dar energia suficiente para o dia mas que não sobre calorias para “guardar”.

Ração light pode ser uma boa opção

ocê já ouviu falar de ração light para cães? Essa é uma boa alternativa para emagrecer o cachorro com saúde, visto que é um tipo de ração com menos calorias.

É indicada para aqueles cães que estão acima do peso mas, mesmo assim, precisam de energia para praticar exercícios e continuar o processo de emagrecimento.

Porém, cuidado: as rações light possuem uma carga nutricional diferente da carga nutricional de uma ração comum. Por isso, é fundamental que você busque uma recomendação técnica sobre quanta ração dar ao seu pet e em quais horários. Uma receita aleatória pode ser prejudicial, pois o seu cão é único e tem necessidades únicas – lembre-se disso.

Fracione a alimentação do cão em várias porções ao dia

Outra forma bem legal de emagrecer o cachorro com saúde, é com o fracionamento da alimentação dele. Ou seja, você poderá fracionar a quantidade de ração para o cachorro comer em várias horas do dia. Assim, ele sempre vai ter ração fresca e vai ter a sensação de que está comendo sempre.

Isso funciona muito bem para aqueles cães que comem várias vezes por dia. Simplesmente eliminar essa rotina pode ser prejudicial para a saúde física e mental do dog. Porém, se você fracionar as porções, poderá continuar dando comida várias vezes ao dia – só que em porções menores.

No fim do dia, ele vai ter comido a mesma quantidade de ração que você daria de uma vez só. Só que ao invés disso, ele comeu em várias porções diferentes. Pra ele, dá uma sensação de que tem comida em abundância. Isso ajuda o cão a ficar menos ansioso e estressado durante o processo de emagrecimento.

Faça o cachorro beber bastante água durante o dia
Nem sempre é fácil fazer o cachorro beber bastante água durante o dia. Afinal, ele é um cão e não podemos simplesmente “instruí-lo” para que ele faça o melhor para a sua saúde.

Porém, há várias formas de adestrá-lo positivamente para que ele beba mais água. O mais importante nisso tudo, é que o cão, ao beber mais água, colabora para o seu processo de emagrecimento, pois água é fundamental para digestão e melhora funcionamento do organismo.

Mas, lembre-se: fazer o cachorro beber muita água por dia, pode não ser uma coisa tão simples. Principalmente se o cão não tem esse hábito, você precisará criá-lo aos poucos e sem pressioná-lo.

Corte os petiscos e comidinhas para emagrecer cachorro com saúde

Sim, é muito importante que o cachorro continue comendo para que ele não tenha nenhum tipo de colapso durante o processo de emagrecimento. Continuar ingerindo energia é importantíssimo para a saúde do pet.

Porém, têm coisas que são descartáveis e que não devem fazer parte do processo de emagrecimento saudável do cachorro. E uma delas, é justamente o oferecimento de comidinhas e petiscos para o pet. Aquele biscoito que ele tanto ama ou algum resto de comida do seu prato que você sabe que ele adora, não deve ser oferecido.

Qualquer unidade a mais de caloria que você oferece para o dog, é o suficiente para que o processo de emagrecimento trave ou ande para trás. Portanto, evite todo tipo de “contaminação” com comidinhas que são agradinhos.

Isso é uma das coisas mais difíceis para alguns tutores. Afinal, é preciso agir de forma racional. E muitas vezes, aquela carinho de “triste” do cachorro querendo uma comidinha diferente, corta o coração. Mas é preciso ser firme, pois você sabe que isso vai fazer mal para o cão naquele momento.

Pratique muito exercício para emagrecer cachorro com saúde

Não adianta torcer por uma receita milagrosa ou um emagrecimento do dia pra noite: isso não existe. Para emagrecer o cachorro com saúde, você precisa praticar muito exercício físico com ele. Aumentar a carga de exercícios, vai fazer com que o pet gaste mais energia e, portanto, emagreça.

Mas cuidado: você não pode levar o seu cão a exaustão ou a situações críticas de estresse. Ou seja, criar situações extremas de exercícios, não é positivo e você pode, assim, prejudicar demais o seu dog.

Para aumentar as cargas de exercícios, passeie uma vez a mais no dia ou mesmo brinque com ele uma vez mais no dia. Isso já vai dobrar a prática de exercícios e estará de bom tamanho. O foco é o longo prazo, não o resultado pra ontem, ok?

Cães braquicefálicos, como o Pug, precisam de um cuidado extra na hora de praticar exercícios. Jamais pratique exercícios muito pesados com esses dogs, pois eles podem, inclusive, vir a óbito pelo excesso de exercícios.

Controle o peso semanalmente para verificar os resultados

De nada adianta fazer tudo isso, se você não acompanhar os resultados de perto. Ou seja, você precisa ficar muito atento a evolução do seu dog, de forma que possa, assim, conduzir melhor o processo de emagrecimento. Pesar o dog rotineiramente (uma vez por semana), já é o suficiente.

Mas atenção: essa pesagem precisa acontecer sempre na mesma balança. Pesar hoje em uma balança e amanhã em outra, pode comprometer o controle preciso do que está acontecendo com seu dog.

Faça tudo isso com ajuda de um veterinário especializado

E por fim, é fundamental que todas essas dicas de como emagrecer o cachorro com saúde, sejam colocadas em prática com ajuda de um veterinário especializado.

Não comece nenhum processo de emagrecimento sem um acompanhamento nutricional especializado. Afinal, é de suma importância fazer um acompanhamento próximo da alimentação e da saúde do seu doguinho.

Um veterinário poderá indicar uma sequência de exercícios interessante para o seu cachorro. Além disso, ele vai indicar uma alimentação saudável e balanceada para aqueles níveis de exercícios.

E, claro, o veterinário poderá acompanhar a evolução e também a situação física do pet, de modo que ele não se machuque ou não tenha nenhum tipo de colapso no organismo por conta da mudança de hábitos.

Rações light são boas, mas elas devem ser indicadas sempre por um veterinário. Cuide do seu dog!