• Telefone: +55 16 3934-1055 / +55 16 3615 0055
  • E-mail: ferraz@ferrazmaquinas.com.br
12/06/2020
Imagem: Banco de Imagens Imagem: Banco de Imagens

A castração em pets é um tema que acaba gerando muita dúvida e preocupação aos tutores. Alguns não sabem qual a idade ideal para realizar o procedimento, outros se perguntam se vale a pena castrar o cão ou gato adulto, e ainda se a castração realmente traz benefícios para as questões comportamentais e a saúde.

A cirurgia pode trazer benefícios para os pets em qualquer e idade e evitar muitos problemas aos tutores, como: fuga, xixi fora do lugar, comportamento agressivo e agitado, tumores em machos e fêmeas, crias indesejadas e até mesmo gravidez psicológica, que ocorre com frequência nas cadelas.

De acordo com a médica veterinária, Roberta Azevedo, o ideal é castrar o cão e gato, seja macho ou fêmea, antes do primeiro cio, pois assim o comportamento do animal vai melhorar com mais facilidade e problemas de saúde terão mais chances de serem evitados.

    “Os machos, seja cão ou gato, devem ser castrados antes do primeiro cio, em torno dos 6 meses. E se o tutor conseguir ver o saco escrotal já formado antes dos 6 meses, já se pode castrar o pet. As cadelas podem ser castradas em torno dos 6 ou 9 meses, enquanto as gatas podem passar pelo procedimento a partir dos 4 ou 5 meses”, explica.

Roberta ressalta que antes de um ano é o período de idade ideal para castrar cães e gatos, pois assim o tutor terá menos chances de lidar com problemas comportamentais e evitar que o animal contraia doenças ainda jovem. No entanto, o bichinho pode ser castrado mais velho e ainda sim o método vai trazer benefícios ao animal.

“O cão ou o gato podem ser castrados até mesmo idosos, não há problema, mas quanto mais cedo melhor. Muitos tutores pensam que castrar o animal adulto não vai fazer diferença, mas isso não é verdade. A castração traz benefícios em qualquer fase da vida do pet, pois evita todos os sintomas ligados ao cio”, afirma.

A veterinária explica ainda que o gato ou cachorro, quando castrado ainda jovem, fica mais dócil e carinhoso, evitando que ele vá para rua tentar procriar. “Durante as “fugas” os animais estão suscetíveis a contraírem vários tipos de doenças, principalmente os gatos. Além disso, as gatas podem emprenhar sem estarem no cio, logo a castração se faz tão importante para elas”, finaliza.

fonte: Metrópoles



Whatsapp