• Telefone: +55 16 3934-1055 / +55 16 3615 0055
  • E-mail: ferraz@ferrazmaquinas.com.br
28/01/2019
Imagem retirada de https://emais.estadao.com.br/noticias/comportamento,dar-leite-para-cachorro-pode-causar-problemas-intestinais-e-no-pancreas,70002694289 Imagem retirada de https://emais.estadao.com.br/noticias/comportamento,dar-leite-para-cachorro-pode-causar-problemas-intestinais-e-no-pancreas,70002694289

Por muitas décadas, os humanos acreditavam que dar a própria comida ao cachorro era um ato de afeto. E muitos até hoje fazem isso.

Porém, alguns alimentos podem ser extremamente danosos aos cães. É o caso do leite de vaca.

Pode dar leite para cachorro?
Os mamíferos só precisam de leite na fase inicial de vida, quando ainda dependem da mãe. No ambiente selvagem, após um certo desenvolvimento, os animais começam a ‘migrar’ para outros alimentos. Por que essa necessidade seria diferente no ambiente rural ou urbano?

Para o veterinário Jorge Morais, fundador da rede Animal Place, existem muitos motivos fisiológicos para os cães não consumirem o leite de vaca na fase adulta. “Nós, humanos, somos os únicos mamíferos que ingerem leite mesmo após o término da fase lactente. Muito embora o leite seja uma rica fonte de cálcio e sais minerais, ele deve ser utilizado somente com orientação veterinária para suprir alguma deficiência. Ao contrário, devemos usar outras fontes de alimento para oferecer nutrientes semelhantes para esses pets”, ressalta.

A veterinária da Petz Juliana Cury Legname concorda e acrescenta que o leite de vaca não traz benefícios aos cães. Além disso, muitos pets são intolerantes à lactose. “O leite de vaca contém um açúcar chamado lactose que requer uma enzima chamada lactase, produzida na mucosa intestinal, para ser hidrolisado e digerido. Os cães, no entanto, não possuem esta enzima em abundância. Com a falta dela, os cães podem apresentar dificuldades na digestão do leite e a lactose passará pelo trato gastrointestinal não digerida, podendo levar à vômitos, retenção de líquidos no cólon e causar diarreia”, explica.

Leite para cachorro: um sério risco à saúde
O leite e os derivados podem conter altos níveis de gordura, causando vômitos e diarreia. “Os cães podem, inclusive, chegar a desenvolver uma doença chamada Pancreatite, uma inflamação séria do Pâncreas, que pode ser bastante perigosa e dolorosa”, ressalta Juliana Cury Legname.

O veterinário Jorge Morais afirma que existem outros riscos ao oferecer leite para cachorro: “Temos transmissão de doenças como a brucelose canina, no caso de oferecer o leite puro, diarreia e distúrbios gastrointestinais”.

Arroz e feijão para cachorro?
Antigamente, muita gente colocava nas vasilhas dos cães os restos de comida da família: arroz, feijão e carne. Mas isso é adequado para os cachorros? Do ponto de vista nutricional, alguns alimentos são tóxicos aos pets.

“Se os alimentos forem preparados para o consumo humano, por exemplo, não é adequado oferecermos aos cães, pois usualmente são temperados e contêm cebola e alho, por exemplo, alimentos tóxicos aos cães”, informa a veterinária Juliana Cury Legname. “Resto de comida ou alimentação caseira oferecida sem a menor noção de nutrição prejudica a saúde do animal e aumenta a formação de tártaro, além de produzir distúrbios gastrointestinais excessivos e falta de proteínas, gerando lesões renais e hepáticas”, enfatiza Jorge Moraes.

Como oferecer alimentos naturais sem prejudicar os cães?
A maioria dos especialista acredita que uma ração de boa qualidade é suficiente para garantir a saúde do cãozinho. Se, mesmo assim, você ainda quiser oferecer ao pet alimentos caseiros, é preciso ficar atento. “Alimentos caseiros devem ser preparados especialmente para ele: sem tempero ou acréscimo de sais. Além disso, nem tudo o que comemos é adequado aos cães, pois podem causar desarranjos gastrointestinais”, avisa Juliana Cury Legname.

“O uso de alimento natural, que é cozido, baseado em grãos, carnes, legumes e cereais, é utilizado com sucesso para alimentar diversos cães quando oferecido de forma balanceada e com a complementação de vitaminas e sais minerais. Animais com dificuldade de ingerir ração e com problemas de mastigação, além de outros com apetite caprichoso e os convalescentes, também se beneficiam dessa alimentação natural que é tão positiva quanto a ração industrial”, segundo o veterinário Jorge Moraes.

As chamadas ‘carninhas’, vendidas em sachets e que são próprias para cães, podem ser oferecidas junto à ‘ração seca’ para realçar o sabor da comida, mas com moderação. E lembre-se: leite para cachorro não é recomendado.

fonte: emais.estadao

Whatsapp