• Telefone: +55 16 3934-1055 / +55 16 3615 0055
  • E-mail: ferraz@ferrazmaquinas.com.br
28/10/2019
Imagem retirada de https://tnonline.uol.com.br/noticias/arapongas/46,481061,29,09,pet-sitters-conquistam-espaco-no-mercado-de-trabalho-veja-o-video Imagem retirada de https://tnonline.uol.com.br/noticias/arapongas/46,481061,29,09,pet-sitters-conquistam-espaco-no-mercado-de-trabalho-veja-o-video

"Com serviços exclusivos e projeto sustentável, vagão foi desenvolvido para garantir segurança e conforto dos viajantes…", A profissão de babá, bastante comum em todo o mundo, está ganhando uma nova versão nos últimos anos. As chamadas ‘pet sitters’ estão tomando conta do mercado de trabalho, e ao invés de cuidar de crianças, elas cuidam de animais de estimação. Em Arapongas, algumas profissionais já têm se destacado nesta área, conquistando clientela fixa e fazendo desta atividade sua principal fonte de renda.

É o caso de Meyri Farias. Ele já foi telefonista, bancária, professora, e há 4 anos passou a se dedicar integralmente ao cuidado dos pets dos clientes. “Tudo começou por acaso. Eu tinha um amigo que viajava com frequência para o exterior e ele me trouxe esta ideia. Comecei cuidando dos bichinhos de estimação dele quando viajava, e aos poucos, outras pessoas começaram a me procurar para prestar este serviço. Comecei a conciliar com meu trabalho formal, mas hoje esta é minha principal atividade, junto com minha filha, é nossa fonte de renda”, conta

De acordo com Meyri, o trabalho de ‘pet sitter’ vai além de passear e brincar com os animais de estimação dos clientes. “Tenho formação como auxiliar de veterinária, então também nos responsabilizamos pela medicação dos animais quando necessário, a higiene dos pets e limpeza do local onde eles vivem, alimentação, enfim, tudo o que é necessário, assim como no cuidado com uma criança”, explica.

Patrícia Saran também trabalha como babá de pets em Arapongas. Auxiliar de veterinário, ela se dedica a cuidar dos pets dos clientes há 3 anos. “Sempre amei os animais, e pesquisando na internet, descobri esta atividade. Resolvi arriscar, não sabia se daria certo no interior. Hoje esta é minha única atividade, trabalho todos os dias e em algumas épocas do ano meu filho me ajuda para conseguir atender a demanda de clientes. Cuidamos de todo tipo de animais, desde cachorros e gatos, até tartarugas, pássaros e peixes, independente do pet”, conta.

Conhecida em Arapongas como passeadora de cães, Solange Almeida se dedica a esta profissão há 4 anos. Ela conta que trabalhou muitos anos no comércio, e depois de alguns problemas de saúde precisou se afastar. Solange encontrou no trabalho com animais uma recolocação no mercado de trabalho, além de uma expressiva melhora no quadro de saúde. “Chamo minha profissão de ‘dog terapia’. Começou como uma brincadeira que foi crescendo aos poucos. Fui me especializando na área, fazendo cursos, e hoje é minha forma de ganhar a vida, junto com minha filha, meu trabalho é meu maior prazer, faço o que eu amo”, revela.

Margarida Rondine é cliente de ‘pet sitter’. Ela e o marido contratam os serviços para passear com os cães da família toda semana. “Por causa de problemas de saúde não podemos caminhar muito, por isso contratamos o serviço. Vale muito a pena porque se nossos animais estão bem, nós estamos bem também”, disse.

Juliana Strosi também é cliente assídua das pet sitters. Ela tem 4 cachorros e 2 gatos e se diz satisfeita com o trabalho. “É muito bom saber que posso sair, trabalhar ou viajar e saber que meus animais estão bem cuidados, em casa. Se eu pudesse, a pet sitter vinha ficar com eles todos os dias”, diz.

fonte: TN Online

Whatsapp