• Telefone: +55 16 3934-1055 / +55 16 3615 0055
  • E-mail: ferraz@ferrazmaquinas.com.br
20/03/2020
Imagem: SXC Imagem: SXC

Os cães vivem mais, quando contam com uma boa alimentação! De acordo com um estudo, o nosso país é o segundo colocado em relação ao crescimento nessa área. Considerando isso, diversos empreendedores observam manter a qualidade dos produtos que cuidam da longevidade dos bichinhos, principalmente em relação à ração e alimentos.

Existe uma diversidade de opções de rações que podem agradar e ser saudável para o seu cachorro. É preciso, portanto, ter em mente a necessidade do pet e as principais especificações da embalagem.

As rações se conectam de forma direta à saúde do animal. Como sabemos, a alimentação que se caracteriza equilibrada e qualitativa, prolongando a vida do bichinho. E é muito comum que existam dúvidas em relação a ração a ser adquirida para o seu pet. Veja, a seguir, a diferença entre ração seca ou úmida!

Ração seca ou úmida para cães?
Os diferenciais entre as duas rações têm a ver com a umidade de cada. Ao oposto do que muitos acreditam, não há uma diferença muito grande em relação à qualidade dos produtos. Ambos apresentam valores nutritivos excelentes.

De mesma forma que quaisquer outros produtos, é claro que existem benefícios e desvantagens disponíveis, colaborando para que o tutor escolha a melhor alternativa ao seu amigo de quatro patas.

Ração Seca
A ração seca é o alimento canino mais comum no mercado. Muitos tutores preferem comprar esse produto, em razão do valor mais baixo e a duração maior. Um dos grandes benefícios é que você pode adquirir um pacote grande para o mês, e ele não estraga.

Esse tipo de ração tem o objetivo de limpar os dentes caninos, ao mesmo tempo que alimenta-os. Além disso, evita que o tártaro se acumule na região bucal do canino.

E as desvantagens?
A ração seca traz desvantagens em relação a dificuldade que alguns animais apresentam na ingestão. Isso acontece geralmente com os caninos mais idosos. A ausência de dentes pode acabar causando insuficiência de mastigação, e consequentemente uma digestão ruim.

Ração Úmida
As vantagens de você/tutor adquirir a ração úmida estão relacionadas à palatabilidade, que é muito maior que a ração seca. É, por isso, a preferida dos caninos. Um fato muito importante é o quantitativo de líquidos presentes no produto.

Nos cômodos mais quentes, a ração que contém mais líquidos pode auxiliar e prevenir os problemas renais comuns. A ração úmida é recomendada para os bichinhos que consomem uma quantidade baixa de água e líquidos. Contudo, dê atenção ao valor de sódio presente na embalagem.

E as desvantagens?
O problema da ração úmida é que ela impossibilita o tutor de manter grandes reservas ou deixar o alimento exposto por muitas horas no pote do animal. O que acontece é que, se ficar muito tempo em exposição, acumulam-se as moscas e outros insetos.

Além disso, ela pode estragar com maior facilidade. Mas existe uma desvantagem ainda maior em relação ao acúmulo de tártaro que esse tipo de ração pode causar no cachorro.

É relevante dizer que a opinião do veterinário é imprescindível nesses casos. Há situações em que o melhor alimento é a ração seca ou úmida, a depender de fatores específicos do pet. Mantenha um cuidado especial em relação à alimentação do seu amigo canino!

Mas qual a melhor opção?
Como você pode observar, as duas apresentam várias vantagens e algumas desvantagens específicas. O ideal é sempre consultar um veterinário para obter a melhor resposta para essa questão.

Mas fica a dica: se você tem um cachorro filhote ou jovem/adulto, prefira a ração seca, que fará com que ele tenha uma saúde bucal mais fortalecida. Neste caso, capriche no recipiente de água sempre.

Cães mais velhinhos podem aderir à ração úmida em conjunto da mais seca, até porque, em alguns casos, eles estão tão acostumados com o alimento seco, que acabam não gostando de outro tipo!

fonte: Portal do Dog, escrita por Michele Azevedo 



Whatsapp