• Telefone: +55 16 3934-1055 / +55 16 3615 0055
  • E-mail: ferraz@ferrazmaquinas.com.br
25/03/2019
Imagem retirada de http://www.folhavitoria.com.br/geral/blogs/petblog/2019/03/22/como-lidar-com-o-pos-operatorio-pet/ Imagem retirada de http://www.folhavitoria.com.br/geral/blogs/petblog/2019/03/22/como-lidar-com-o-pos-operatorio-pet/

É comum que alguns procedimentos cirúrgicos sejam realizados em nossos pets, desde a castração, até cirurgias de catarata ou hérnia. São procedimentos considerados simples, mas o cuidado ao levar nossos amigos para casa precisa ser redobrado.

Confira algumas dicas de como lidar com o pós operatório dos pets para não ter problemas após o procedimento!

Cuidados pré-operatórios
Apesar das emergências, a maioria das cirurgias são marcadas, mesmo que seja com pressa. Esse tempo entre a consulta, exames e o agendamento da operação deve ser usado para o preparo com alguns cuidados essenciais para garantir o máximo de segurança na hora da cirurgia.

Escovar os pelos
Caso seu pet seja muito peludo, manter os pelos escovados e sem nós facilita a consulta e evita emaranhados que podem machucar a pele do seu bichinho durante o processo.

Jejum
Antes do procedimento, é quase certo que seu pet precisará ficar algumas horas sem comer. Não precisa ficar com dó!

O jejum é muito importante, sendo ele normalmente 12h antes da cirurgia.

Caso o animal tenha alguma reação a anestesia, que pode causar vômitos, ele pode se sufocar com o que estiver em seu estômago e aspirar líquido até seus pulmões, causando um edema pulmonar. Então, jejum é jejum!
Cuidados pós-operatórios

Proteção pós-cirúrgica
Depois da operação, é preciso proteger o seu bichinho dele mesmo. Isso porque é comum que o animal tente se coçar ou lamber a região dos pontos. Por isso, existem diversos tipo de roupinhas ou acessórios que auxiliam em proteger a região.

O mais comum sendo o chamado ‘colar elisabetano’, aquele acessório que parece um cone e impede que o pet consiga se lamber.
 
Descanso
Por mais simples que possa ser a cirurgia, ainda é um procedimento invasivo que utiliza anestesia. Por isso, o descanso após é fundamental para a recuperação do seu pet. Prepare um cantinho confortável para ele, evite barulhos e brincadeiras, como também levá-lo para passear, pelo menos por alguns dias.
 
Efeitos colaterais
Durante as primeiras 24h, a anestesia pode ter alguns efeitos colaterais como sonolência e febre. Apesar de comum, é importante se ficar atento aos sintomas que o pet pode demonstrar. Se os efeitos não passarem, procure o veterinário para saber se será preciso medicá-lo!
 
Alimentação
É possível que haja mudanças no apetite do seu pet, que pode comer menos nos primeiros dias, até que o apetite volte ao normal. Existem várias rações no mercado que foram criadas para esses dias, próprias para animais recém-operados. Avalie a necessidade junto ao seu veterinário de confiança!
 
Retorno veterinário
Não deixe de retornar ao veterinário dias após o procedimento. Além da retirada de pontos, ele irá examinar novamente o pet. Isso irá indicar como prosseguir no tratamento para a recuperação total do seu bichinho.

fonte: Folha Vitória