• Telefone: +55 16 3934-1055 / +55 16 3615 0055
  • E-mail: ferraz@ferrazmaquinas.com.br
23/03/2020
Imagem: Depositphotos Imagem: Depositphotos

A chegada do coronavírus tem afetado a rotina dos brasilienses, logo, os tutores se veem isolados com os pets dentro dos lares. No entanto, algumas atividades e brincadeiras podem evitar o estresse do pet e alegrar toda a família. Mas saiba que as ações não podem substituir os passeios.

O médico veterinário especialista em psicologia canina, Javier Pulido, afirma que as rotinas de passeio devem ser mantidas pelo menos uma vez ao dia, principalmente nos casos onde os animais estão acostumados a fazer xixi e cocô durante os percursos.

“O tutor não deve se preocupar muito com o estresse caso os níveis de passeios sejam reduzidos, pois a presença frequente dele em casa vai deixar o animal feliz, entretanto, ele precisa receber atenção. Além disso, o dono do pet deve estar atento às necessidades fisiológicas do animal”, aconselha o profissional.

De acordo com Javier, a interação com o animal é essencial para preservar a saúde mental e física do pet. A regra vale principalmente para os cães de grande porte. “Animais maiores precisam de um nível maior de atividade física, enquanto os de pequeno porte devem fazer atividades mais leves e curtas, como o shih tzu e o buldogue francês”, conta.

Pensando nisso, o Metrópoles bateu um papo com o médico veterinário e separou quatro atividades e brincadeiras para fazer com o pet durante o isolamento. Confira:

1 – Caixa de papelão
A missão de entreter os felinos não é muito difícil. Por isso, uma caixa de papelão pode ser uma boa solução. O bichano pode ficar até horas brincando sozinho. Além disso, bolinhas improvisadas de papel também podem ser uma boa atividade para os gatos. O importante é entretê-lo com aquilo que ele gosta.

2 – Esconder brinquedos
Os cães são animais muito inteligentes e com um faro muito apurado, logo, brincadeiras que estimulem o sentido deles podem ser excelentes opções. O tutor pode esconder algum brinquedo que o animal goste e deixar que o cãozinho procure. Caso queira mais algum estímulo, o tutor pode colocar um pouco de ração dentro do brinquedo, isso manterá o pet entretido por horas. A brincadeira também funciona com os gatos.

3 – Cabo de guerra
Uma brincadeira antiga que pode ser feita em qualquer espaço desde que de maneira segura. O tutor pode pegar uma pequena corda e brincar com o cãozinho, mas o dono deve lembrar de não puxar com força para não machucar os dentes e a boca do pet.

4 – Quebra-cabeça
O quebra-cabeça para pets é bem diferente do que os humanos conhecem. Para brincar, o tutor deve fazer furos em uma garrafa pet pequena e ali dentro colocar alguns petiscos. Depois, o tutor deve amarrar em um local alto com um barbante. Pronto, o gato ou o cãozinho vai se divertir durante um bom tempo.

fonte:Metrópoles, escrita por Zilá Motta



Whatsapp