• Telefone: +55 16 3934-1055 / +55 16 3615 0055
  • E-mail: ferraz@ferrazmaquinas.com.br
05/04/2019
Imagem retirada de Proteínas são importantes na dieta dos animais. Por isso, a falta desse nutriente pode causar sérios problemas para o seu cão.  “As proteínas estão em todos os seres vivos e participam, praticamente, de todos os processos celulares. Ela Imagem retirada de Proteínas são importantes na dieta dos animais. Por isso, a falta desse nutriente pode causar sérios problemas para o seu cão. “As proteínas estão em todos os seres vivos e participam, praticamente, de todos os processos celulares. Ela

Proteínas são importantes na dieta dos animais. Por isso, a falta desse nutriente pode causar sérios problemas para o seu cão.

“As proteínas estão em todos os seres vivos e participam, praticamente, de todos os processos celulares. Elas estão presentes nas reações químicas do organismo, e são vitais para o metabolismo, tendo também funções estruturais e mecânicas (como nos tecidos dos músculos e no funcionamento dos ossos)”, explica o médico-veterinário e gerente técnico nacional das rações Max, Marcello Machado.

Naturalmente encontradas em produtos de origem animal, – como a carne, ovos, leite e vegetais (por exemplo, couve-flor, brócolis, espinafre e agrião) – a deficiência proteica na dieta pode ocasionar sintomas, como um animal apático, com aparência de fraqueza e cansaço, baixa imunidade, queda de pelos, e perda muscular (caquexia). Em casos extremos, a queda de proteína sanguínea leva ao acúmulo de líquidos na região abdominal (ascite), o que pode comprometer a respiração.

Aspectos específicos
No entanto, é fácil evitar esse tipo de problema. Ainda que seja possível manter a boa saúde do animal por meio de alimentação natural, esse tipo de dieta deve ser prescrita por um veterinário especializado em nutrição, levando em consideração aspectos específicos de cada pet.

Por isso, a melhor opção é oferecer ao animal uma ração de boa qualidade, de acordo com peso e idade do cão.

“Os alimentos industrializados são formulados para atender totalmente as necessidades nutricionais, tanto nos macros quanto microelementos. Portanto, não apenas na questão proteica o cão será atendido, mas também obterá a quantidade adequada de gorduras, carboidratos, fibras, vitaminas e minerais. O tutor ao adquirir o alimento industrializado apropriado, terá a segurança que seu pet não sofrerá carências nutricionais, tendo uma vida mais longa e saudável”.

Para cães que apresentam baixa proteína sanguínea (hipoproteinemia), o tratamento depende da causa e origem, explica Machado. “As principais causas são: ingestão ou absorção deficitária (como má nutrição, anorexia), perda de proteína (como hemorragias, nefropatias, parasitas hematófagos, diarreia), diluição (na hiperidratação) ou mesmo alteração no metabolismo proteico (quadros de caquexia neoplásica)”.

Cuide bem da alimentação do seu pet: ofereça produtos apropriados e de qualidade, jamais ofereça doces como snack ou recompensas, e leve-o ao veterinário caso desconfie de qualquer comportamento.

fonte: Agora MS